Governo gaúcho quer vender o BRDE não só em seu estado

Uma reportagem no jornal Zero Hora, do Rio Grande do Sul, destacou a intenção do governo gaúcho em vender o Banco Regional de Desenvolvimento Econômico do Extremo Sul (BRDE) para saldar a dívida do estado. A reportagem afirma que o debate nos corredores do governo é buscar vender não apenas a parte gaúcha do banco, mas sim toda a instituição.

Como o BRDE pertence aos três estados do sul, para vender o banco é necessário um acordo entre os estados. Segundo cálculo, a venda do banco representaria a capitalização de 2 bilhões em ativos para o estado do RS.

Conforme os dados da Secretaria do Tesouro Nacional (STN), em valores nominais, em dezembro de 2016, o Rio Grande do Sul devia R$ 57 bilhões à União, após ter tomado R$ 10 bilhões em 1998 e pago R$ 26 bilhões. Seria então a venda do BRDE algo possível de sanar a dívida do estado?

Para Santa Catarina o negócio não é nada vantajoso. Além dos postos de trabalho perdidos, o estado é um dos maiores produtores em agricultura familiar e o desenvolvimento desse setor no estado está intimamente ligado com o banco.

Para que o banco seja vendido por completo é necessária não só a aprovação do executivo dos estado envolvidos, mas também o aval das respectivas casas legislativas.

A história do BRDE  

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE foi fundado em 15 de junho de 1961 pelos então governadores Leonel Brizola (RS), Celso Ramos (SC) e Ney Braga (PR), com a assinatura do convênio que criou também o CODESUL. Os governadores da época entendiam que o Sul precisava ser menos dependente da agricultura e desenvolver uma economia diversificada. Com o BRDE, tinham o intuito de apoiar e acompanhar o desenvolvimento de projetos de investimento para aumentar a competitividade de empreendimentos de todos os portes nos três estados-membros. Desde então, o BRDE atua no apoio e na concessão de crédito para cooperativas, produtores rurais e empresas de todos os portes.

Em março de 1961, os governadores reúnem-se em Florianópolis com o então presidente Jânio Quadros, e apresentam a ideia do BRDE. Jânio recebeu a ideia com entusiasmo, mas não viu o banco nascer. Foi já no governo de João Goulart que o decreto autorizando o funcionamento foi autorizado. Em 22 de dezembro de 1961 o BRDE é oficialmente inaugurado em Porto Alegre. Em 1963 foi fundada agência do BRDE em Santa Catarina, na Capital Florianópolis, e no ano seguinte foi criada a agência do Paraná, em Curitiba.

Fonte: SEEB Floripa com informações da Zero Hora

 

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar