Bancários pedem que Banco Central não autorize venda do HSBC ao Bradesco

9100_FD_1439989920

Cerca de 40 bancários fizeram nesta terça-feira, dia 18, manifestação em frente ao Banco Central (BC) em Brasília contra a venda do HSBC ao Bradesco. No último dia 3, o Bradesco anunciou a compra do HSBC por R$ 17,6 bilhões.

Segundo a coordenadora nacional da Comissão de Organização dos Funcionários do HSBC, Cristiane Zacarias, os manifestantes querem que o Banco Central não autorize a compra. “Se olharmos o histórico de aquisições no passado, os empregos são perdidos”, disse.

Ela argumentou ainda que a venda diminui a concorrência e aumenta a concentração bancária. Se a venda for realmente aprovada, Cristiane defende que o emprego dos trabalhadores seja garantido.

Depois da manifestação no centro de Brasília, os bancários seguiram para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), que também vai analisar a operação de venda do HSBC ao Bradesco.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Bancários de Brasília, Paulo Frazão, os bancários participariam ainda na Câmara de audiência pública para discutir o assunto, mas o evento foi cancelado. Então, eles decidiram fazer a manifestação em frente ao BC. “Estamos aqui em defesa dos nossos empregos. São 21 mil do HSBC e 93 mil funcionários do Bradesco. Pode haver desemprego tanto de um lado como do outro”, disse.

*Rede Brasil Atual

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar