O Carnaval de Maldades do BB

Enquanto se acelera a crise econômica e sanitária no país, com desemprego e número de vítimas fatais em alta, o governo federal promove um verdadeiro “carnaval de maldades” com a população brasileira.

Sem qualquer planejamento que permita uma aceleração da vacinação contra a pandemia e medidas que garantam renda mínima para os brasileiros, os indicados por Bolsonaro na direção do Banco do Brasil decidiram prosseguir na sua política de encolhimento da atuação do banco público.

Além de fechar agências e reduzir o número de empregados, dificultando ainda mais o acesso ao crédito e aos serviços bancários, Brandão e Guedes decidiram extinguir a  gratificação dos caixas, numa demonstração de irresponsabilidade para com o funcionalismo e o sustento das suas famílias.

Num protesto, ao mesmo tempo bem humorado e contundente, o Sintrafi Floripa colocou o bloco na rua nesta sexta-feira na capital de Santa Catarina e nas vizinhas São José e Palhoça.

Com a participação do manezinho mais querido do Brasil – o Zé Tainha e componentes da banda Floripa SC, dirigentes do Sindicato e militantes retardaram a abertura das agências Continente, Campinas e Ponte do Imaruim, dialogando com a população sobre os estragos que este governo vem causando ao país.

No momento em que o mundo civilizado empreende todos os esforços no sentido de proteger a vida das pessoas, com grandes investimentos públicos para que se mantenham os empregos e a atividade econômica, aqui no Brasil, ao contrário, o desgoverno federal cria toda sorte de dificuldades, impedindo que o país supere o mais rápido possível a crise econômica e sanitária.

Na última quinta-feira, em ação promovida pela Contraf, a justiça determinou por liminar que o BB mantenha a gratificação dos caixas em todo o país.

Embora ainda não seja definitiva, certamente a decisão da Justiça sinaliza que quando a categoria  se une e fortalece os seus Sindicatos, é possível reverter as maldades promovidas pelos patrões e seus aliados nos governos.

Nesta segunda-feira, 22, haverá nova reunião do Comando Nacional dos Bancários para avaliação dos protestos e encaminhamento de novas atividades contra a reestruturação no BB.

A Direção do Sintrafi Florianópolis e Região, reafirma seu compromisso de luta em defesa dos direitos dos bancários e da instituição pública Banco do Brasil, cuja resistência aos ataques é fundamental nesta conjuntura atual.

Entre no bloco da resistência também!

Filie-se ao Sintrafi Florianópolis e Região.

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar