Assembleia realizada na noite desta quinta reforçou importância da mobilização

No encontro foram debatidos o processo de negociação com os bancos sobre a MP 905, aprovadas alterações no estatuto da entidade, aprovada a previsão orçamentária para 2020 e a nominata de delegados que irão participar do Congresso Extraordinário da Fetrafi/SC.

O primeiro ponto debatido na assembleia da noite desta quinta-feira, 28, foi a MP 905. O presidente do Sindicato Marco Silvano que participou da reunião com a Fenaban na última terça-feira, 26, destacou que a mobilização dos bancários contra a MP 905/2019 precisa se intensificar porque ainda não há nada garantido até a assinatura do acordo. Ainda mais agora, que a Fenaban resolveu ameaçar condicionar a assinatura do acordo à retirada das ações coletivas ajuizadas pelos sindicatos dos bancários após 1º de setembro de 2018.

Silvano relatou que foram mais de dez horas de negociação em que os bancários garantiram o início da construção de um acordo aditivo à Convenção Coletiva do Trabalho (CCT), que neutraliza os efeitos da MP 905/2019 para a categoria. Também asseguraram que, até a assinatura do dispositivo, nenhum banco irá aumentar a jornada de trabalho, abrir agências aos sábados ou modificar regras da PLR sem negociação com os sindicatos.

Mesmo com os consideráveis avanços – na última semana, os bancos afirmaram que iriam implementar a MP 905 o quanto antes, o que gerou indignação entre a categoria –, o Coordenador da Fetrafi/SC Jacir Zimmer que também esteve na negociação reforçou a importância dos bancários ficarem atentos a todos os movimentos até a assinatura do acordo. “Avançamos muito, mas ainda há alguns pontos que causam divergências entre bancários e banqueiros. Na reunião, ficou claro que a indignação dos bancários com a MP tem sido fundamental para a Fenaban voltar atrás em sua ideia de ampliar de imediato a jornada de trabalho e abrir a negociação do aditivo. Por isso é fundamental a participação de todos nas atividades que os Sindicatos propuserem para resistir a este ataque, pois só mobilizados conseguiremos barrar em definitivo essa retirada de direitos”.

Dando sequência a pauta da assembleia o próximo item em discussão foi a proposta de alteração no estatuto da entidade encaminhado pela direção do Sindicato. Após amplo debate dos itens apresentados dois deles foram mantidos com estão numa construção consensual entre os presentes. Os itens que permanecem inalterados dizem respeito ao prazo para inscrição de chapas no processo eleitoral da entidade que permanece sendo de 30 dias e o tempo mínimo de filiação ao Sindicato para participar do processo de votação podendo votar ou ser votado que permanece em 3 meses.

Clique aqui para ver a proposta de alteração na íntegra.

O próximo item da pauta foi apresentado pelo Secretário de Finanças do SEEB Vitorino Viegas que trouxe a proposta de previsão orçamentária para o ano de 2020. O dirigente do Sindicato,  contextualizou, “com base na história recente de ataques aos direitos e conquistas dos trabalhadores, é necessário que os bancários se conscientizem da importância de fortalecerem a entidade filiando-se ao Sindicato.” Vitorino lembrou ainda o quanto a organização e história de lutas da categoria fez a diferença na hora de construir uma Convenção que abrange a todos.

Após as explanações a assembleia  deliberou e aprovou por unanimidade a Proposta de Previsão Orçamentária para 2020, nos termos do art. 550 da CLT. Com a redução substancial nas receitas, sindicatos, federações e centrais sindicais buscaram alternativas para redução de despesas e mecanismos que possibilitem aumento na arrecadação. A proposta orçamentária aprovada está alinhada com esta política de contenção de despesas, porém sem deixar de fazer os enfrentamentos necessários para preservar os direitos da categoria.

Último item a ser debatido na assembleia foi a eleição de delegados para participarem do Congresso Extraordinário da Fetrafi-SC que ocorrerá no sábado, 07, no Hotel Cambirela em Florianópolis. Com o objetivo de contemplar a participação dos interessados em participar do debate, houve o encaminhamento de uma nominata única sem que houvesse disputa de chapas para decidir os representantes. Quando submetido a plenária a proposta de construção de uma chapa única, esta foi aprovada por unanimidade.

COMENTÁRIOS

Enviar

ENVIAR COMENTÁRIO

Para enviar um comentário você deve se registrar. Para isso use sua conta do Facebook.

ENTRAR COM FACEBOOK

ou se preferir use seu email pessoal

Esqueceu sua senha?

Enviar